domingo, 29 de março de 2015

Ep 7 - A armadilha

Tomoyo - O que fazem aqui?

Keiko - Responde se não vamos fazê-lo falar a força.

Sora - Por que esta do lado deles Zacashi.

Zacashi - Como são bobinhas! Estava enganando vocês o tempo todo .

Tomoyo - Agora você vai morrer pelo meu chicote.

Zacashi - Pode vir às quatro.

Todas saem correndo pra ataca o Zacashi e o resto do grupo, quando de repente, todas caem  em um buraco Takeshi-ri alto com seus companheiros e fala:

Takeshi - Como foi fácil pegar elas.

Hokuro - É isto que acontece com quem nos rouba.

Kogiko - Tudo graças ao Zacashi, agora ele é membro oficial da gang.

Zacashi - É uma honra entrar na gang e ajuda vocês.

Enquanto isto elas no buraco:

Tomoyo - Fomos descuidadas e confiamos em um inimigo achando que controlávamos

Sora – Não era para isto acontecer.

Keiko - Calma meninas! Vamos resolver isso rapidinho.

Sora - É isto ai Keiko vamos nos acalmar.

Quando de repente a única saída começa a se fechar.

Sora – E agora?  Vamos morrer aqui?

Tomoyo - Agora eu estou brava, se eu sair daqui, eu vou matar todos eles.

Keiko – Isso é ótimo amiga, mas primeiro temos que sair daqui.

Sora – Meninas! Que gás é esse agora?

Yumi – Não sei! Mas estou ficando com sono.

Tomoyo – É algum gás tranquilizante. O que querem fazer com a gente?

Takeshi – Agora que as guerreiras estão dormindo! Vamos poder usá-las melhor.


 As meninas foram levadas para uma sala aprova de som, foram torturas e sexualmente abusadas por todos os rapazes da gang. Yumi acorda ainda zonza pelo efeito do gás.

Yumi – O que tá acontecendo?

Ela vê Takeshi nu na sua frente e se espanta com o tamanho de seu documento.

Yumi – Uau! Que isso! Ele é gigante!

Takeshi – Eu sempre tive a curiosidade de experimentar o seu gosto e agora é a minha chance.

Yumi está presa em uma mesa em forma de X e om um tipo de sedativo que a impedia de se mover, mas ainda sim podia sentir tudo que faziam com seu corpo. Takeshi começa usando sua língua, passando ela por toda a superfície do que torna Yumi mulher;

Yumi – Nossa! Que língua é essa?

O que Yumi não sabia é que existiam várias salas e que nelas estão suas amigas passando pela mesma situação.

Konno – Agora vou satisfazer o desejo que você me deixou quando saiu da sala de vídeo na faculdade Keiko.

Keiko – Konno? O que você vai fazer?

Konno começa a se despir e com esta ação Keiko entende o que acontecerá com ela.

Keiko – Konno não faça nada que possa se arrepender.

Konno – Quem disse que vou me arrepender disso.

Depois de satisfazerem seus desejos e com as garotas nuas e inconscientes os rapazes foram embora e os encarregados de terminar o trabalho eram Zacashi e Takeshi. Enquanto elas ainda estavam inconscientes eles as jogaram em um enorme buraco.

Keiko – Tomoyo, Sora, Yumi acordem!

As meninas acordaram tontas e enjoadas (efeito do anestésico).

Tomoyo – Keiko onde estamos?

Keiko – Eu acho que estamos em um buraco.

Sora – Gente! Não sei se é a minha imaginação, mas as paredes estão se fechando?

Yumi – Não é sua imaginação. Estão se fechando mesmo.

Tomoyo – Aqueles bastardos! Vão pagar cara pelo que fizeram comigo.

Yumi - Eu tive uma ideia! A única saída é a Tomoyo usar seu chicote em forma de machado e tenta alongar ele até a parte de cima e subimos bem rápido.

Sora - Você é muito esperta Yumi, se sairmos daqui vivas eu vou a casa e faço o que você quiser.

Tomoyo - Dá para falar disso depois. Vou lançar meu chicote eu subo primeiro vêm a Yumi que irá paralisa eles até vocês subirem para ter um ataque surpresa.

Tomoyo sobe rapidamente ao subir repara que só o Takeshi e o Zacashi estão na caverna.

Tomoyo - Consegui escapa! Agora venha rápido Yumi.

Yumi – Pronto! Agora vou fazer a minha parte.

Yumi vê que os dois rapazes estão distraídos e aproveita para se aproximar para assim paralisá-los.

Zacashi - Foi tão fácil enganá-las depois que roubarão o triângulo. Sabia que elas iam ligar para  mim e depois só foi questão de  preparar tudo. Golpe de mestre, você tem que concordar comigo Takeshi-san.

Takeshi – Você é um idiota mesmo Zacashi. Nem percebeu que estamos paralisados não é?

Zacashi – O que? Eu não estou me mexendo. O que tá acontecendo?

Takeshi – É a Yumi! Ela escapou de algum jeito. Foi um erro confiar em você apenas.

Yumi – Ora! Só agora perceberam a paralisia. Que meninos tolos.

Yumi dá uma risada com gosto por pegar de surpresa os únicos guardas ali.

Zacashi - Pelo visto três morrerão. O que vai fazer sozinha agora.

Takeshi assustado com a situação em que estava.

Takeshi - Calado Zacashi! Não sabia que uma delas ia sair viva. Se ela escapou ela é perigosa  e estamos só nós dois aqui. Cometemos um erro em pensar que todas estavam mortas.

Zacashi - Calma Takeshi é dois contra um.

Takeshi – Seu idiota! Vamos lutar como paralisados.

De repente as outras três surgem surpreendendo os dois.

Tomoyo pega seu chicote e o transforma em foice.

Tomoyo - Eu cuido do Zacashi e vocês torturam o Takeshi até ele falar o que sabe das outras peças.

Sora – Tá bom Tomoyo.

sábado, 21 de março de 2015

pela tempo que estou sem postar episódios ate terça feira tera 2 eps novos...

quarta-feira, 4 de março de 2015

desculpem o  a demora   mais esta ai o 6 ep
Episodio 6:informações valiosas

No dia seguinte todas se reuniram cedo na casa de Sora para abrirem a caixa e discutirem sobre seu conteúdo.

Sora – Todas já chegaram Tomoyo é melhor abrirmos agora.

Tomoyo – Certo! Meninas é hora de descobrir o que é que o grupo dos meninos está escondendo.

Keiko – Quem vai ser a corajosa que vai abrir esta caixa?

Sora – Bom, como estamos na minha casa acho que eu vou ter as honras de abri-la.

Todas as garotas concordaram com Sora a deixaram que ele abrisse a caixa. Sora que aparentemente estava calma na verdade estava muito nervosa e curiosa para saber o que tanto escondiam e o quanto podia ser valoroso para eles.

Sora – (em pensamentos) Como esta coisa parece?

Sem perceber ela solta uma expressão bem estranha na frente das companheiras.

Yumi – (em pensamentos) É algo realmente importante para eles.

Keiko – Deve ser algo bem estranho e diferente de tudo.

Tomoyo – Que tipo de arma ela é?

Quando elas finalmente veem a peça triangular ficam pensando como aquilo poderia ser uma arma tão perigosa.

Tomoyo – Gente não sei o que fazer com isso, mas temos que descobrir o mais rápido possível. Antes que eles percebam a falta dela. Também temos que esconde-la deles em um lugar que jamais imaginariam. Alguém tem alguma ideia de onde pode ser este lugar?

Keiko – No templo da minha avó.

Todas ficaram surpresas em saber que a família de Keiko vem de um templo. Isso deixaria mais fácil o trabalho delas. Por que eles não sabiam do templo e eles nem fazem ideia da existência do templo.

Tomoyo – Keiko esse tipo de coisa você tem que falar, mas como não sabíamos não íamos até lá então eles também não sabem. Você nos deu uma boa vantagem sobre eles.

Keiko – Desculpa por não ter mencionado o templo antes, mas é que vou bem pouco lá. Podem deixar que eu levo ele para lá. Tem um lugar super escondido.

Sora – Eu acho melhor você nem mencionar o local para nós. Apenas você deve saber. Assim, se eles capturarem uma de nós ele nunca vão saber.

Keiko – Mesmo que eu tenha que morrer nunca vou falar o local para eles.

Tomoyo – Eles vão sequestrar a que saber então eu vou espalhar discretamente que sei e que sou a únicas que sei da localização da caixa.

Yumi – Bom! Resolvido este assunto é hora de pesquisar sobre esta coisa.

Tomoyo – Vamos seguir esta rota. Keiko vá ao templo visitar sua avó, Yumi e Sora vão a biblioteca fazer pesquisas em livros e eu vou pesquisar em casa e na faculdade nos computadores. Tudo certo para vocês?

Keiko – Sim! Já estou de saída. Quando voltar vou ver você tá Tomoyo.

Tomoyo – Certo

Yumi – Vamos indo também.

Sora – Certo! Boa sorte para todas.

Yumi e Sora foram à biblioteca ver o que achariam sobre a Eternal Darknes, mas o que acharam são apenas contos ou lendas a respeito dela. Tomoyo também teve o mesmo resultado. Keiko deixou a caixa em um lugar que sua vó e nem as amigas sabem. Depois de uma tarde inteira de intensas pesquisas o grupo de guerreiras se reúne para mostrarem o que encontraram.

Tomoyo – Meninas como foi a pesquisa de vocês? E Keiko deu certo o local que escolheu para esconder o objeto?

Keiko – Tomoyo deu tudo certo com o esconderijo e descobri algo legal com minha avó. Ela disse que antigamente existia uma magia que podia ser usada para o bem como para o mal e que um homem virou um monstro por usas ela de forma errada, mas ela não soube terminar o conto.

Yumi, Sora e Tomoyo viram uma notável semelhança com a lenda que acharam.

Yumi – Eu e Sora vimos uma lenda que diz o seguinte: Um camponês chamado Kayah se apaixonou por uma jovem de família nobre e por isso desejava muito poder para assim finalmente casar-se com ela. Para isso usou a eternal darknes, mas ele não soube usá-la e como resultado ele virou um monstro. Os moradores que viviam no pé da montanha Nekomata viram no que ele se transformou e destruíram ele.

Sora – Isso é tudo o que encontramos com a pesquisa na biblioteca. Apenas lendas e histórias de aldeão Kayah.

Tomoyo – As minhas pesquisas também chegaram nestas informações, mas consegui mais sobre esta lenda e pelo que li é mais do que apenas uma lenda. Ele realmente foi destruído pelos aldeões, mas neste processo de destruição seu corpo se partiu em quatro partes. O triangulo que possuímos representa o coração de Kayah, o quadrado representa os braços e pernas dele, o circulo representa a sua cabeça e a meia-lua representa sua alma. A eternal darknes surge apenas na união destes objetos.

Keiko – Então ainda falta mais três partes para achar e esconder.

Tomoyo – Yumi ligue para o Zacashi. Descobri  que no pé da montanha Nekomata tem uma caverna chama Kayah por que foi lá que o cara morreu. Desconfio que lá tem algo mais.

Yumi – Zacashi venha até a casa da Tomoyo agora.

Zacashi – Certo já estou indo.

Vinte minutos depois Zacashi toca a campainha e entra na casa de Tomoyo assustado com a intimação recebida.

Zacashi – O que querem de mim?

Keiko – Você sabe chegar  até a montanha Nekomata? E mais especificamente na caverna Kayah?

Zacashi – Sim Keiko-san.

Tomoyo – Ótimo! Meninas vamos para lá agora.

Quando chegaram viram uma caverna assustadora no meio de um nada na floresta ao entrar Tomoyo viu de longe uma pequena coisa brilhando e foi até lá. Era uma passagem e ao atravessarem a fendo viram uma sala.

Keiko – Gente! Olhem isso.

 Todas foram até Keiko e viram sete marcas que não sabiam para o que servia, neste momento ouviram um som estranho. Foi quando viram que Takeshi,  Hokuro e Kogiko estavam entrando e viram elas.

Kogiko – O que estas vadias estão fazendo aqui na caverna? É hora de mostrar o que se faz com intrusos.


Tomoyo transforma seu chicote em foice, Yumi seu bastão paralisador, Keiko invoca sua espada sagrada e Sora rapidamente saca sua melhor arma. 

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Episodio 5: O Roubo Perfeito


Após as quatro saírem Tomoyo fala.
Tomoyo - Meninas vamos entrar em ação logo não podemos perder tempo
Sora – Pode deixar.
Keiko - Vai ser divertido.
Yumi - Vamos logo! Não temos muito tempo.
Tomoyo - Chegamos ao armário, agora sigam as minhas ordens. Sora vigie, eu e a Yumi vamos pega a caixa e Keiko vai fazer o que planejamos você é a melhor quando se trata de distração. Quando tivermos pego e em segurança vamos mandar uma mensagem no celular, então deixe ele no silencioso.
Sora - Certo Tomoyo eu vou vigiar certinho.
Keiko - Eu vou ir me divertir amigas, depois conto como foi.
Chegando a aula era na sala vídeo onde estavam vendo o filme Laranja Mecânica, perto do filme acaba Keiko tira discretamente a calcinha e Põem na  bolsa, após 20 minutos o filme acaba.O professor Kinuka fala para Konno:
Professor - Hoje e você que limpa a sala hoje.
Konno - Certo professor.
Keiko pensa, consigo mesma, tudo está saindo como o planejado e ele que vai limpa a sala hoje mesmo. Enrola para arrumar seu material até todos saírem ai ela fala:
Keiko - Professor Kinuka, posso ajudar ele? Acho que em dupla o trabalho terminará mais rápido.
Professor Kinuka – Pode sim, fique  a vontade para ajudá-lo, mas sejam rápidos por que a faculdade vai fechar logo.
Keiko - Pode deixa vamos ser rápidos.
Konno com cara de que não gostou  fica em silencio. Professor Kinuka sai e fecha a porta.
Konno - O que você está fazendo aqui? Quer o que comigo? Você é uma inimiga.
Keiko – Eu sei que a ultima vez que nos vimos foi de um jeito, até que agressivo, mas antes disso eu já te observava e tinha momento em que me pegava imaginando nó dois juntos. Elas não sabem disso e eu realmente sinto uma grande atração por você. Você é muito lindo.
Konno com receio fala:
Konno – Keiko está de brincadeira comigo né?
Keiko – Eu sei que é um risco para nós dois se eles descobrirem. Ambos não nos aceitariam e teríamos muitos problemas com isso.
Konno - Keiko vamos só limpar a sala e acabar logo com isto, depois fingimos que não tivemos contanto, você parece ser uma pessoa boa e não quero te façam mal.
Keiko – Eu digo o mesmo para você, não quero que elas te façam mal.
Keiko - Vamos começa de cima para baixo, segura a escada para mim?
Kono – Você tem certeza? A sua saia é curta.
Keiko - Sem problemas estamos só limpando a sala.
Konno – Está bem eu seguro.
Keiko começa a subir a escada bem devagar e balançando um pouco o bumbum para chamar  atenção dele. Ele como num impulso animal olha para cima e percebe que Keiko está sem a calcinha. Todo seu corpo estremeceu tendo inúmeras imagens em sua mente. Konno não conseguia desviar o olhar do enorme traseiro acima dele. Foi quando escutou:
Keiko – Você não está olhando para baixo da minha saia, está?
Sabendo que ele estava olhando. Konno envergonhado disfarça olhando para o lado com vergonha de falar que ela estava sem calcinha.
Konno – Que isso? Claro que não keiko.
Keiko - Pronto limpei estou descendo.
Konno - Tá bom!
Quando Keiko desceu percebeu o enorme volume na calça de Konno e pergunta:
Keiko – Que volume é este entre suas pernas?
Konno fica sem reação, pois não havia percebido que estava tão excitado pela Keiko.
Keiko ficou tão surpresa com o tamanho que o que era apenas uma distração virou um divertimento para ela.
Keiko - Nossa é tão grande e do jeito que eu gosto, quero sentir ele na minha boca. Posso?
Konno – keiko, o que deu em você?
Keiko o empurra em uma cadeira e fala:
Keiko – Fica ai sentadinho e relaxa.
Keiko se ajoelha e começa a passa mão por cima da calça dele. Excitando-o mais ainda.
Keiko - Nossa é realmente grande quer que eu continue?
Konno que nutria um enorme amor por Keiko havia sonhado com isso inúmeras noites e que naquele final de dia estava se realizando.
Konno – Quero sim, vai continua.
Keiko - Então abaixa a sua calça vai! Quero ver melhor o seu pau.
Konno - Pronto todo seu.
Keiko - Que delicia vendo ele assim, quero cada vez mais por na boca, posso tira sua cueca com a boca?
Konno – Sim! Claro! Eu adoraria.
Keiko - Nossa é tão grosso e grande, assim não resisto, vou por ele inteirinho na minha boca.
Konno - Que gulosa você keiko, duvido caber tudo na sua boca.
Keiko – Bom, vou provar que consigo.
Keiko coloca ele inteiro na boca e usava a língua para acariciar a cabeça enquanto ainda estava em sua boca. Neste momento ela sente o celular vibrar indicando que já tinham pego o objeto e estavam seguras. Ela interrompe o que estava fazendo e fala para konno:
Keiko – É melhor terminar a limpeza da sala, não podemos demorar. Eu já tenho que ir, poie já está tarde e minha mãe vai ficar brava se não chegar na hora. Bye! Bye!
Konno – Você vai me deixar assim?
Keiko – Sim, gosto de deixa na vontade. Agora limpa a sala sozinho vou ir embora.
Ela manda um beijo de despedida e veste a calcinha. Keiko percebeu estava quase vazia a faculdade e vai embora. Na mensagem ela ia encontrar as amigas no portão de saída.
Keiko - Conseguirão pegar?
Sora – Claro! Pegamos em 5 minutos.
Yumi – Por que demorou tanto keiko?
Tomoyo - Nos explique a demora.
Keiko – Eu acabei me empolgando um pouco. Vocês me conhecem NEh?
Yumi – Vamos logo conte os detalhes.
Keiko - Eu falo depois. Só posso dizer eu aproveitei o momento. E é muito grande.
Sora – É por que não viu o meu de borracha.
Keiko - Nossa eu quero ver.
Sora  – Mais tarde, pode ser?
Keiko - Tá bom, mas é para mostra mesmo.
Tomoyo - Agora chega de brincadeira, vamos nos reunir na casa da Sora amanha cedo para abrimos a caixa e descobrirmos algo sobre ela. Ok meninas?
Todas concordam.
Sora - keiko vamos lá para casa? Que te mostrar os meu brinquedos.
Keiko - Vamos sim, to curiosa.
Yumi - Tchau meninas bom divertimento, qualquer dia quero conhecer o seu pênis de borracha também.
Tomoyo - Se divirtam só cuidado ao levar a caixa ate a sua casa Sora.

Sora - Tá bom Tomoyo e Yumi. Qualquer dia as quatro brincam com ele tchau meninas.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

desculpem o atraso pra  lança mais esta ai o 4  ep 
4º Episodio: Coletando de Informações

Depois que Tokirama e os outros atacaram Tomoyo, retornaram para o esconderijo lá um jovem aspirante a entrar para a gang os esperava.

Koro -> Zacashi o que você está fazendo aqui?

Konno -> Koro ta certo você nem é do grupo por que estar aqui se não serve para nada.

Zacashi -> Não sirvo para nada? Se eu fosse vocês pensaria melhor. Pensem bem, elas não sabem que eu quero entrar para a gang e para elas eu sou um estudante qualquer. Eu posso descobrir muitas coisas me tornando amigo delas, ou seja, um bode expiatório de vocês.

Tokirama -> Até que não é uma má idéia. Isso facilitaria o nosso trabalho. Tomoyo não vai desistir tão fácil é melhor ficar de olho nelas.

Koro -> Ta certo Zacashi está será a sua missão de admissão. Se falar será expulso da faculdade, mas se obter a vitória será admitido na gang. Espero boas noticias.

Zacashi -> E você as terá Koro-san.

Zacashi se curva diante dos três e de relance antes de sair vê algo que chama sua atenção.

Zacashi -> (falando em seus pensamentos) O que será que é aquele objeto que colocaram na caixa?

Na manha seguinte na sala de aula Tomoyo troca penetrante olhares de raiva com as meninas e a gang, mas Tomoyo não desiste fácil e tem uma idéia. Ela passa um sinal para suas amigas, um sinal de que ela quer ter uma conversa séria com elas. No intervalo da aula elas se encontram.

Keiko -> Gente é melhor escolhermos um lugar que ninguém nos perturbe ou nos escutem.

Yumi -> Keiko tem razão, aqui todos nos vêem e nos ouvem. Não queremos que aquela gang nos interrompa.

Tomoyo -> O que acham do banheiro do ginásio? É difícil alguém ir para lá.

Sora -> Certo vamos para lá agora.

No caminho Yumi percebe que Takeshi e Zacashi estavam conversando e que Zacashi começou a segui-las. Quando chegaram ao ginásio ela fala:

 Yumi -> Estamos sendo seguidas pelo Zacashi e agora. Vi ele falando algo para o Takeshi o que é muito estranho.



Tomoyo de forma rápida teve uma grande idéia e disse para as meninas:

Tomoyo -> Me sigam.

Ela vê o rapaz logo atrás e quando entram no banheiro ela fecha a porta e diz:

Tomoyo -> (fala baixo para que apenas as meninas escutem) Gente tirem suas roupas.

As meninas ficaram surpresas e confusas, mas fizeram o que foi pedido por Tomoyo. Sora viu uma pequena vantagem em estar nesta situação e entrou em ação.

Sora -> Tomoyo tem uma mancha no seu peito.

Tomoyo -> Onde?

Sora -> Deixa que eu tiro para você.

Tomoyo -> Olha só que espertinha eu gosto disso.

Sora dá um beijo de língua em Tomoyo, que fica toda excitada. Keiko e Yumi também entram no clima depois de ver o beijo.

Yumi -> Sora não é justo! Só a Tomoyo que ganha um beijo seu.

Keiko -> É verdade! Não nos deixe de lado.

Yumi começa a acariciar os seios de Keiko. Enquanto Tomoyo decide experimentar o gosto de uma fruta bem diferente da que está habituada a chupar. Zacashi chega mais perto para saber o que elas estavam fazendo. Quando ele abre uma brecha na porta se depara com uma cena em que qualquer homem sonharia. Quatro lindas mulheres tranzando no banheiro da faculdade. Quase que imediatamente ele começa a se masturbar. Sonhando em estar lá com elas.

Sora -> Kya! Tomoyo nunca um homem me chupou assim. Você é a melhor!

Tomoyo -> Que isso! Agora quero que faça em mim.

Enquanto isso Keiko e Yumi praticam o meia-nove.

Keiko -> Nunca senti tanto prazer antes Yumi.

Yumi -> Eu também Keiko.

Zacashi não resiste e decide entrar e participar da festa com elas.

Zacashi -> Meninas vocês parecem solitárias assim, não preferem um homem como eu para completar a festa?



As quatro se olham e já percebem a chance de outro que entrou pela porta.

Yumi -> Hum! Você parece bem doce. Quero experimentar do seu mel.

Keiko -> Yumi você tem que dar prioridade para as mais velhas, ou seja, eu experimento primeiro.

Sora -> Meninas não briguem! Olhem só como está grande este pau, dá para todas experimentarem. (Sora dá um sorriso safado olhando para Zacashi)

Tomoyo -> Para que discutir se ele, nem a roupa tirou.

Delicadamente Tomoyo tira sua camisa ao mesmo tempo de beija seu peito. Yumi tira o cinto e a calça social para sentir melhor o gosto dele. Depois de dez minutos de intenso prazer elas se olham e Tomoyo dá o sinal.

Tomoyo -> Como você sabia que estávamos aqui?

Zacashi -> Eu venho ao ginásio para ler e vi vocês vindo.

Keiko -> É mentira! Eu vi você conversar co o Takeshi e depois começar a nos seguir.

Zacashi -> Eu! Eu não segui vocês não. Eu... (ele olha para baixo sem ter o que responder)

Yumi -> Eu sinto cheiro de mentiroso. Você não ta mentindo para nós está?

Tomoyo -> Estou cansada de conversar. Meninas deixem que eu vou fazer ele falar.

Sora -> Faz isso mesmo. Adoro ver você em ação Tomoyo, isso me deixa super excitada.

Keiko -> Eu também.

Todas concordaram que Tomoyo ia fazer o interrogatório de Zacashi. Ela tira se chicote e começa a bater com ele, depois usa para deixar-lo pendurado enquanto torturavam-no.

Tomoyo -> Você ainda vai ficar calado ou vai falar o que quero saber?

Zacashi -> Eu não vou trair meus irmãos.

Keiko, Yumi e Sora observavam Tomoyo em ação enquanto se masturbavam. Sentindo-se excitadas pela Tomoyo.

Tomoyo -> Então que seja assim. Vou continuar com a tortura.

Ele acaba cedendo após ouvir a gargalhada assustadora de Tomoyo



Zacashi -> Certo! Eu falo Tudo que você quiser, mas, por favor, pare com a tortura.

Tomoyo -> Vejo que teve um lapso de sanidade. Parabéns!

Zacashi -> O Esconderijo é no subsolo do chalé do Koro-san e eles estão guardando uma caixa que muito valiosa para a gang.

Tomoyo -> O que tem dentro dela?

Zacashi -> Um triangulo estranho, com desenhos mais estranhos ainda cravados nele. Agora a caixa deve estar no armário do Konno.

Keiko -> Que? No armário do Konno? Deixa comigo Tomoyo, tenho a impressão que ele tem uma quedinha por mim.

Tomoyo -> Então deixo em suas mãos a distração dele. Eu e Yumi vamos pegar a caixa por que Yumi saber abrir fechaduras e a Sora vai vigiar para que não nos peguem de surpresa. Beleza?

Zacashi -> E eu? Vocês não podem me deixar aqui assim.

Tomoyo -> Você foi um bom menino nos contando tudo certinho. Se me obedecer direitinho te faço meu escravo sexual. Daqueles que adora apanhar antes de ser chupado.

Zacashi -> Sim! Tudo que você quiser, eu pertenço a você.

Tomoyo -> Agora saia daqui quietinho. E se contar o que aconteceu aqui hoje eu abandono você e achou outro para ser meu escravo sexual.

Zacashi -> Sim senhora mestra! Não vou falar nada para ninguém.


Elas se vestem e vão em direção aos armários, enquanto Keiko vai até Konno para iniciar o plano de distração.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

3° episodio: Tentativa de Assassinato

Tokirama chega a sua casa e a primeira coisa que faz é liga para Tomoyo.
Tokirama –> Eu preciso falar com você. O pessoal do grupo te vê como uma ameaça e querem  te matar Tomoyo.
Tomoyo -> Queridinho me faz um favor, me esquece. Não tô mais namorando com você e eu não tenho medo do seu grupo. Podem vir que eu tenho uma surpresinha para eles e eu não estou sozinha nessa.
Tokirama –> Não faz isto, eu amo você. Eu até sai do grupo por que não posso fazer nada contra você
Tomoyo -> E só para você saber lembra aquele funcionário da livraria? Pois Bem, eu saio com ele faz tempo, quando eu demoro a chegar à sua casa ou sumo por 1 ou 2 dias é por que estou com ele.
Tokirama -> Tomoyo eu sai do grupo por que me preocupei muito com você e acabei arrumando briga com os outros integrantes tudo isso por sua causa e você fazia isso comigo? Você me traia. Vou volta para grupo, eu mesmo faço questão de te matar.
Tomoyo -> Você não sabe fazer nada sozinha Tokirama, pode vir não tenho medo de você. Olhe para as marcas no seu corpo você é um fraco, indeciso. Nunca sabe o que fazer e deixa tudo para outros decidirem por você, cansei disso.
Tokirama -> Eu não reagi por que eu te respeito e também não bato em mulheres.
Tomoyo -> Então vamos fazer uma um jogo seu grupo contra o meu. Vamos ver quem sai melhor. (desligando na cara dele)
No dia seguinte Tomoyo caminhando até a faculdade e quando faltavam duas ruas para chegar, ela é impedida por Tokirama, Koro e Konno. Que a para na rua.
Tokirama -> Quem você falou que ia matar?
Koro -> Você é uma mulher e a melhor coisa que pode fazer é falar e até isso você consegue exagerar. Hoje quem vai morrer é você.
Konno -> Só lembrando que nós somos muito ocupados e não temos tempo para perder com uma mulherzinha como você. A sua morte não vai ser lenda como você falou que ia ser a nossa, vai ser bem rápida não temos tempo pra perder com você.
Tomoyo tira seu chicote da cintura e deixa-o em forma de machado.
Tomoyo -> Pois então venham. Adoro brincar com vários rapazes.
Tomoyo tenta bater neles com o chicote em forma de machado, mas Tokirama bloqueia com sua barreira, Konno pega sua faca, Tomoyo desvia, mas Koro a deixa paralisada com seu poder de manipular o oponente, mas por sorte Keiko aparece repentinamente coloca sua espada no pescoço de Koro.
Keiko -> Soltem ela e vão embora ou mato ele.
Koro -> Você não é capaz de fazer isto.
Keiko faz um corte de leve no pescoço de Koro.
Keiko –> Vai continua duvidando de mim?
Koro assustado fala.
Koro -> Soltem na e vamos acertar as contas outro dia.
Os três vãos embora encarando elas antes de ir.
Tokirama rasga a roupa de Tomoyo deixando a apenas de calcinha e sutiã.
Tokirama -> Este é só um aviso Tomoyo.
Tomoyo fica nervosa e quer ir atrás deles, mais Keiko a acalma. Keiko dá seu casaco pra ela usar até chegar à sua casa, que era a mais próxima para irem.
Keiko -> Não ligue eu moro na rua de trás e te empresto uma roupa.
Chegando à casa de Keiko.
Keiko -> Desculpa só têm roupas curtas, você não se importa de usar roupas assim né?
Tomoyo –> Sem problemas uso sim. Só uso roupas assim.
Tomoyo está de calcinha e sutiã abrindo o armário de Keiko para escolhe uma roupa.
Keiko -> Você tem seios maiores que os meus posso tocá-los?
Tomoyo -> Pode sim, fica a vontade.
Keiko –> Quero tirar seu sutiã para ver melhor.
Tomoyo –> Tudo bem!  Vou tirá-lo Keiko.
Keiko –> Nossa! Gostei de pegar neles. São grandes e macios. Você deve chamar muita atenção com eles.
Tomoyo -> Sim! Eles são muitos cobiçados por outras garotas e desejados pelos rapazes da faculdade. Quero ver os seus também.
Keiko -> Pode pegar.
Tomoyo -> Não são tão grandes quanto os meus, mas são macios e delicados.
Keiko –> (beija boca de Tomoyo e fala) tá bom, mas temos que resolver este assunto e falar com a Yumi e a Sora.
Tomoyo -> Eu estava tão empolgada que esqueci. Vamos rápido para a faculdade.
Chegando à faculdade, as duas se encontrão Sora e a Yumi no corredor.
Yumi -> Oi!
Sora -> Por que esta usando as roupas da Keiko?
Tomoyo -> Vamos para um lugar isolado e esperar juntar as quatro para falar. A Keiko acabou de me salvar.
Yumi –> como?
Sora -> Salvar do que ou de quem?
Tomoyo -> Tentaram me matar.
Sora –> Nossa! Mas por quê?
Todas subiram para o terraço da universidade e lá Tomoyo explica o que tinha ocorrido naquela manha.
Tomoyo -> Sentem que é um assunto complicado. Sabe o meu ex-namorado Tokirama? Ele estava meio distante então eu bati nele até ele falar o motivo de estar distante.
Yumi -> E qual é o motivo?
Tomoyo -> Ele entrou para uma gang o nome e seu nome é gang das trevas.
Keiko -> Sério?
Tomoyo -> E está não e a pior parte.
Sora –> Conta logo Tomoyo.
Tomoyo -> A gang que ele entrou quer achar pedaços de uma arma lendária capas de deixar o mundo inteiro em sombras.
Yumi -> Como assim? Isso existe? Uma arma assim, eu nunca ouvi se falar dela.
Tomoyo -> Sim Yumi!  É a eternal Darkness.  Eu já li sobre ela mais achei que fosse uma lenda apenas, mas pelo jeito é real. E meu namorado, aliás, ex- namorado com mais 2 amigos tentaram me matar, se não fosse a Keiko eu estaria morta.
Keiko -> Não fiz nada demais, mas amigas são para isso. Vamos resolver isto logo, temos que ficar mais espertas, mas por hora temos que ir para aula por que hoje tem prova. Depois nós resolvemos isso.
Todas concordaram e no meio do caminho  para a sala sora pergunta para Tomoyo
Sora –> Tomoyo o que esta marca de chupada no pescoço?
Tomoyo –> É picada de pernilongo.
Sora -> Mas tão grande assim? O que aprontou amiga?
Tomoyo olha para Keiko meio sem graça.
Yumi -> Este pernilongo chama-se Keiko né?
Sora -> Se divertiram e nem chamaram a gente.

O clima de risadas muda quando elas olhão paro o lado era Tokirama e os seus amigos. Mas não fazem nada, apenas entram na sala de aula.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

2° EPISÓDIO - Descobrindo o Plano Obscuro

Tokirama chega à casa de Tomoyo.
Tokirama -> Do que você quer tanto falar comigo?
Tomoyo -> Tokirama por que você está estranho comigo?
Tokirama –> Hã? Não estou estranho é impressão sua.
Tomoyo –> Está sim! Hoje você está estranho. Agindo como se não fosse meu namorado. Hoje você não me deu nem um beijo sequer, além de me tratar com desdém.
Tokirama -> Eu não tratei você mal e não beijei você por que não tive oportunidade.
Irritada por perceber que o namorado estava mentindo Tomoyo o algema e pega o seu chicote.
Tomoyo -> Agora você vai falar por que agiu assim comigo de modo tão estranho.
Tokirama –> Eu não vou fala nada e não tenho nada para falar.
Tomoyo –> Então vou te fazer falar. Já que perguntar não fez efeito vou ter que usar de outros métodos.
Tomoyo que sempre foi uma garota calma e delicada mostrou naquele momento um olhar tão profundo que Tokirama não conseguia desviar do seu olhar. E com isso ele pensava “QUE TIPO DE MÉTODOS ELA VAI USAR” e isso o assustava mais.
Tokirama -> (após 15 chicotadas ele começa a falar) Tomoyo eu entrei para um grupo o nome gang das trevas
Tomoyo -> (Tomoyo bate na cara dele) explique isto melhor se não a próxima vez uso o chicote em regiões que você nunca imaginaria usar, então se explique com detalhes. Se não!
Tokirama -> (com expressão de medo começa a falar) é uma gang que entrei. Nós vamos coletar fragmentos de uma arma que pode dominar o mundo seu nome é Eternal Darkness. Vamos deixar o mundo em uma escuridão profunda eternamente.
Isso era algo que nunca tinha passado pela cabeça de Tomoyo e uma única pergunta ficou em sua mente “QUAL O MOTIVO DELE PARA ENTRAR NUMA SITUAÇÃO DESSAS”.
Tomoyo -> (se sentindo revoltada) vou te bater até deixar roxo e com marcas no corpo todo (batendo incansavelmente e o solta) fala para os seus amiguinhos deste grupo que você entrou que se não parar com isto torturo um por um até eles terem uma morte lenta.
Tokirama sai correndo para a casa de Koro todo marcado e bate na sua porta com desespero até que Koro abre a porta. Koro olha para Tokirama assustado.
Koro -> Tokirama! Por que você está neste estado? Entre rápido vou fazer os curativos e quero que conte o que ouve com você cara.
Tokirama -> A minha namorada Tomoyo me bateu com seu chicote. Ela percebeu que estava estranho e não aguentei tantas chicotadas. Ai eu acabei contando sobre o grupo e a nossa intensão.
Koro -> Eu não sabia que sua namora era capas disso. Qual foi a reação dela quando você falou sobre o grupo? E ela disse algo sobre tentar nos impedir? (com olhar de raiva mais ao mesmo tempo entendo o lado de Tokirama).
Tokirama -> A princípio ela se assustou, mas logo ficou brava comigo mais ainda e disse que vai torturar um por um até matar todos nós e vai fazer isso aos poucos se não pararmos com este plano e com o grupo.
Koro –> Vou ligar para o Takeshi e os outros para convocar uma reunião urgente.
Koro -> (liga para Hokuro que está no meio de um treino de Wing Chun) Hokuro venha em casa, estou organizando uma reunião urgente.
Hokuro –> Do que se trata essa reunião?
Koro -> Não dá para falar pelo telefone só venha por que é um assunto muito sério.
Koro –> (ligando para o Kogiko que está no meio de uma escala) Kogiko é uma emergência. Venha em casa agora.
Kogiko -> (sabendo que uma emergência) Está bem! Eu vou para sua casa o mais rápido possível (salta da montanha e abre seu paraquedas para chegar mais rápido).
Koro liga para o resto do grupo após 2 horas todos chegam e ficam assustados ao ver o estado de Tokirama e começaram a perguntar para ele o que tinha acontecida?
Kogiko –> o que aconteceu com você?
Hokuro -> Quem fez isto com você?
Takeshi -> Você está bem?
Koro -> (Koro se exalta e grita) Silencio eu vou explica tudo! A namorada do Tokirama estava batendo nele com chicote, o que eu não sabia, mas isto não vem ao caso. Ele acabou falando do grupo e do plano de deixar o mundo em sombras e ela nos ameaçou de torturar-nos até a morte.
Todos se assustaram até que Kogiko pergunta.
Kogiko -> O que vamos fazer chefe?
Koro -> Vamos ter que mata-la antes que isso realmente aconteça, o que eu ainda acho impossível, mas não podemos deixar uma garota mimada interferir em nossos planos.
Tokirama –> Mas ela ainda é a minha namorada e eu amo muito ela.
Koro -> Isto não me importa. Ela se tornou uma ameaça para o grupo e temos que nos livrar de toda e qualquer forma de ameaça.
Tokirama -> Sendo assim, eu tô fora do grupo. Mesmo que ela tenha me batido e ameaçado, ela ainda é a minha namorada e não posso e não consigo ir contra ela.

Tokirama sai nervoso batendo a porta.